conceito-financeiro-e-contabilista

Por que agora é o melhor momento para fazer recuperação de créditos tributários?

Neste artigo, você vai conferir alguns motivos para fazer a recuperação fiscal tributária de uma empresa e mais alguns detalhes sobre esse procedimento.

Em épocas de crise, como a que vivemos atualmente, toda a receita que possa entrar em uma empresa é bem-vinda.

Não é novidade que o Brasil é um dos países com as maiores cargas tributárias do mundo e que o retorno recebido pela população é muito baixo frente aos recursos arrecadados.

Uma boa parte desses impostos são pagos por empresas de diversos tamanhos e enquadramentos.

Na atual situação, esse processo pode ser justamente aquele empurrão que sua empresa precisa para decolar ou mesmo para sair das dificuldades e deslanchar de vez quando a crise passar.

Antes de responder exatamente essa questão, precisamos entender de fato o que é o crédito tributário.

O que é a recuperação de crédito tributário?

Simplificando, no direito tributário brasileiro, entende-se que crédito tributário o valor de tributos que o Estado pode cobrar ao contribuinte.

O problema é que, muitas vezes, esses créditos são cobrados de forma que excedem a real necessidade de pagamentos.

No primeiro caso, a recuperação é conseguida diretamente com o órgão cobrador, no segundo, é necessária uma ação judicial.

Esse recurso ou dispositivo tem o objetivo de ajudar no fortalecimento de empresas, principalmente, em momentos de crise econômica como o que vivemos atualmente.

No entanto, antes de fazer a recuperação é preciso analisar as documentações referentes a elas e identificar os momentos nos quais houve impostos pagos a mais ou mesmo em duplicidade.

Quais empresas podem fazer a recuperação de crédito tributário?

Existem três categorias de empresas que se enquadram como tendo direito à recuperação de crédito: empresas de Lucro Real, empresas de Lucro Presumido e empresas do Simples Nacional.

Importante, ainda, ressaltar que MEI, Microempreendedor Individual, não possuem direito à recuperação de crédito, pois sua carga tributária é baixa e não alcança valores consideráveis para a recuperação.

Para quais tributos se pode pedir a recuperação de crédito?

Os tributos passíveis de recuperação de créditos estão presentes nas três esferas da administração pública, ou seja, municípios, estados e união.

Por que fazer a recuperação agora?

Agora que já entendemos o que é a recuperação de crédito tributário, vejamos os motivos que tornam este momento especial para essa recuperação.

Um dos principais motivos para agir o mais rapidamente possível em relação aos processos necessários para a recuperação é que muitas empresas estão sofrendo com a crise econômica que já vinha se arrastando e acabou ainda ganhando mais força com o isolamento social imposto pela pandemia dos últimos anos.

Assim, com a recuperação é possível que a empresa tenha uma verba a mais e ganhe aquele fôlego para acertar outras contas e continuar suas operações até que a situação se normalize.

Além disso, podemos citar também a facilidade para pedir a recuperação de créditos, principalmente, no âmbito administrativo.

Como se pode recuperar até cinco anos de créditos, muitas vezes, os empresários alcançam altos valores que podem significar a sobrevivência da empresa.

Os valores referentes aos créditos são depositados diretamente na conta corrente da empresa.

Além disso, é importante salientar que depois da análise e da identificação das quantias pagas a mais é possível acertar os pagamentos, fazendo assim a correta aferição dos valores dos tributos.

Fonte: contábeis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.